Como

A Acaso Cultural tem uma proposta inovadora: sua manutenção e seu crescimento são baseados no funcionamento simbiótico de suas duas áreas de atuação, uma constantemente alimentando a outra nas formas de investimento financeiro e produção de conhecimento.

A receita das diferentes atividades realizadas pela Acaso Cultural será a base do capital investido nas bolsas de pesquisa e projetos, à medida que for se constituindo equilíbrio financeiro e, com o tempo, superávit suficiente para a criação de nosso Fundo de Investimento em Pesquisa e Arte.

Em troca do apoio recebido, os pesquisadores e artistas contemplados deverão criar, em conjunto com a Acaso, produtos culturais tais como seminários, cursos, ciclos de debates, artigos, livros e revistas, exposições, concertos, shows e espetáculos, de acordo com o seu universo de atuação. 

Todas essas atividades acontecerão na Acaso, e sua divulgação contribuirá para a circulação das ideias desenvolvidas nos projetos financiados, ao mesmo tempo em que a receita obtida possibilitará o investimento em novos projetos.

Um bolsista da área de História, por exemplo, poderá programar um seminário na Casa, e deste seminário resultará um livro editado pela Acaso. Um bolsista da área de música poderá programar um ciclo de aulas e concertos tendo como tema seu instrumento. A receita gerada pelos seminários, pela venda do livro, pelos concertos será revertida para que a Acaso possa reinvestir na sua estrutura e em novas bolsas

 

Além das atividades originadas pelas bolsas distribuídas pela Acaso, o centro cultural realizará eventos próprios e com seus parceiros, e também poderá abrigar na Casa eventos e outras atividades de terceiros que sejam de seu interesse.

© 2020 por Pedro Sasse

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram